Notícias
Ciência
09/05/2016 11:29
Passagem de mercúrio diante do Sol será visível nesta segunda-feira
Mercúrio, o menor planeta do Sistema Solar, passará nesta segunda-feira entre a Terra e o Sol, um fenômeno raro que poderá ser observado na parte do mundo em que for dia no momento.
Foto: nasa / NASA

Durante cerca de sete horas e meia, os interessados poderão seguir a trajetória de Mercúrio, que aparecerá como um pequeno disco preto se deslocando à frente do astro. Para poder ver, será preciso contar com instrumentos astronômicos.

Em Florianópolis e Araranguá, Sul do Estado, o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) organizou quatro pontos com telescópios para a observação gratuita da população: trapiche da Avenida Beira-Mar Norte e no campus do IFSC, na Av. Mauro Ramos, em Florianópolis; e campus da UFSC (manhã) e do IFSC (tarde), em Araranguá. Em Araranguá, quem coordena as ações é o Clube de Astronomia de Araranguá, ligado ao IFSC.  O fenômeno será observado com telescópio e será explicado aos participantes como ele ocorre.

O fenômeno começará às 8h12min de Brasília e terminará às 15h42min. Visualmente, "Mercúrio dará a impressão de morder uma das bordas do Sol, depois o atravessará muito lentamente, antes de sair pelo outro lado", explicou à agência de notícias AFP Pascal Descamps, um astrônomo do Observatório de Paris. Este fenômeno é "raro porque exige um alinhamento quase perfeito do Sol, de Mercúrio e da Terra", ressalta Descamps.

Cuidados

Além de ser difícil ver o fenômeno a olho nu, olhar diretamente para o Sol sem a proteção adequada pode causar danos à retina. O professor do IFSC Marcelo Girardi explica que os equipamentos a serem utilizados no evento têm filtros solares que bloqueiam adequadamente parte da radiação recebida: 

— Não é recomendável cobrir os olhos com chapas de raios-X, filmes fotográficos analógicos, óculos escuros e vidros escurecidos ou com películas —  alerta o físico. 

Mercúrio

O misterioso Mercúrio ainda é pouco explorado. Foi observado por duas sondas espaciais americanas, a Mariner 10 em 1974 e 1975, e a Messenger, cuja missão começou em 2004 e terminou em 2015. É o planeta mais próximo do Sol e se encontra a uma distância média de 58 milhões de quilômetros dele.

Muito pequeno (seu diâmetro é de 4.780 quilômetros), dá a volta ao Sol em 88 dias. Passa a cada 116 dias entre a Terra e nossa estrela. Mas devido à inclinação de sua órbita ao redor do astro em relação à órbita terrestre, parece que se encontra acima ou abaixo do Sol na maior parte do tempo.

Fonte: Diário Catarinense

Veja também